Entenda o poder da tecnologia como ferramenta competitiva

As inovações chegam a todo momento no mundo corporativo, podem reduzir custos, otimizar o tempo dos profissionais ou melhorar a experiência do cliente. Mas esses são apenas alguns exemplos práticos de como a tecnologia pode ser utilizada como uma ferramenta competitiva.

Basta conhecer as necessidades dos clientes e determinar a qualidade que a empresa deseja empregar em seus serviços, que diversas ferramentas tecnológicas surgem como a solução mais adequada.

Talvez esteja aí o grande desafio do gestor, saber escolher quais, dentre todas as ferramentas disponíveis no mercado, serão as ideais para seu negócio.

Acompanhe este post e entenda como a escolha da tecnologia certa é determinante para que ela se torne uma ferramenta competitiva em seu negócio.

Quando ela se torna uma ferramenta competitiva?

Empresas que oferecem tecnologias inovadoras surgem à todo tempo, e assim como outros negócios que atuam em nichos específicos, as mais bem-sucedidas possuem uma segmentação vem definida.

Isso porque ferramentas generalistas, ainda que consolidadas no mercado, oferecem uma série de contrapontos para o empresário que quer otimizar seus resultados.

Um deles é o custo para o negócio. O gestor adquire uma licença de uso para uma ferramenta cara e que possui diversos elementos não compatíveis com seu tipo de serviço. Além de não ter todo seu processo comercial contemplado, ele ainda precisa repassar parte do custo para o preço de seus serviços.

Então, para que uma tecnologia se torne uma ferramenta competitiva, precisa ser personalizada para o negócio e ser compatível com o orçamento.

Além disso, também deve contribuir para que a empresa exalte seus diferenciais. Seja construindo e analisando o Big Data, ou oferecendo demais recursos que permitam a gestores e profissionais serem inovadores em suas funções.

É o exemplo clássico do CRM. A solução oferecida pela Single Point é totalmente personalizável à empresa, e também é armazenado na nuvem e pode ser integrado com ERPs, PABX e Websites, por exemplo.

Além de atender às necessidades da empresa, também permite que seus funcionários, como usuários, realizem uma gestão de clientes que é pautada pela eficiência.

Vejamos a seguir algumas influências das tecnologias na prática dos negócios.

Quais são suas influências nos negócios?

As tecnologias podem ser empregadas em diversos setores, e como dito anteriormente, serem integradas e permitir a construção de um Big Data cada vez mais relevante.

Mas fazendo uma análise mais detalhada, quais pontos a tecnologia pode influenciar de maneira mais evidente? Vejamos.

Melhoria dos processos internos

Otimizar os processos internos é quase uma consequência natural no emprego de tecnologias nos negócios. Isso porque a programação deles, por si só, já é lógica.

Etapas desnecessárias, compartilhamento de informações entre funcionários e setores em tempo real, fluxo de trabalho otimizado e controle de chamados são algumas de suas contribuições.

Uma empresa que atue com vendas complexas, por exemplo, precisa ter um registro amplo de suas interações com o cliente, e conexão direta com outros setores que podem influenciar na venda, como financeiro, produção e estoque.

Um sistema de CRM registra todas as interações da empresa com o cliente, permite que tais setores tenham acesso e possam inserir os dados requeridos para a negociação, e em vez de gerenciar todos esses processos por papéis e burocracias, tudo fica arquivado na tecnologia escolhida para a gestão de compradores.

Esse fluxo também permite que a jornada do cliente seja estudada com um parâmetro interno.

É fundamental entender os diversos caminhos que ele percorre até sua decisão de compra, e ao registrar tais eventos no CRM, a empresa pode avaliar quais processos têm maior taxa de sucesso ou precisam de ajustes.

Maior eficiência na gestão

Tecnologias aplicadas à gestão comercial e de pessoas trazem maior eficiência para o negócio. Com elas, é possível ter medições mais assertivas de campanhas de marketing e performance da equipe.

Relatórios de vendas permitem que estratégias comerciais sejam traçadas para corrigir os resultados de acordo com o planejamento estipulado.

Assim, a empresa pode garantir que seus investimentos em ações de marketing e descontos terão o retorno esperado nos resultados comerciais.

Com esse mesmo intuito, podem melhorar a gestão de pessoas. Os relatórios de desempenho refletem a realidade das ações dos vendedores, demonstram esforços diferenciados que merecem ser premiados, assim como atitudes que precisam ser corrigidas.

Seja qual for o objetivo, as tecnologias permitem que o gestor consiga gerir e extrair os melhores desempenhos da equipe em geral.

Automação de processos

Ainda que tenham processos diferenciados e pessoas engajadas, ainda é possível trazer mais eficiência para a empresa através da automação de algumas ações que, apesar de fundamentais, são extremamente mecânicas e tomam o tempo útil dos vendedores.

Algumas funcionalidades do CRM atuam dessa maneira. Filtros de pesquisa ou informações que replicam automaticamente em formulários permitem que o vendedor dedique mais tempo ao relacionamento com o cliente do que com os processos.

Qual a percepção do cliente?

Fica evidente que as tecnologias contribuem para o funcionamento da organização, mas também traz benefícios diretos para o cliente.

Os novos consumidores preferem relações mais personalizadas e digitais, e o mesmo vale para as relações B2B. Quanto mais inovadora for a experiência de atendimento e venda, melhor.

Isso permite que ofertas sejam criadas de forma personalizada, considerando os valores e necessidades de cada cliente. Também garantem que contatos e relacionamentos sejam feitos à distância com a mesma qualidade.

É o caso das conferências online, onde reuniões podem ser realizadas com qualidade de imagem e som.

Para que uma ferramenta competitiva tenha efeitos na empresa, porém, deve ser compatível com as necessidades do negócio.

Se uma empresa precisa visitar seus clientes para fazer medições e acompanhar o desenvolvimento de uma máquina, investir em soluções de contato online pode não ser tão útil como apostar em uma ferramenta de CRM que auxilie no registro das interações.

Por isso a avaliação das necessidades é tão importante, e pode garantir que o gestor não invista em uma tecnologia que não agregará benefícios à sua gestão, mas trará custos que elevarão o custo do negócio.

Como foi dito no início do post, tecnologias e inovações surgem à todo momento no mercado, e o gestor deve ficar atento para escolher a ideal para seu negócio.

E se você quer ficar por dentro de lançamentos e novas ideias para seu negócio, assine agora a Newsletter da Single Point e receba conteúdos estratégicos e diferenciados.

Deixe uma resposta